Rota Berber


Alpes em África

Dia 4, Ifrane. A noite passou-se bem neste encantador Riad. Mal, estava o tempo. Como já tinha sido habitual nas outras noites, acordava antes da hora. Cerca de uma hora antes da hora combinada, despertava e ficava a rebolar na cama até me levantar. Aqui não foi diferente, e logo qua... Continuação


Até ao meio do nada

Dia 04, Imilchil. Uma paragem ainda antes do Atlas A estrada seguia verdejante, o que me parecia estranho. As poucas fotos que tinha visto do Médio Atlas contemplavam sempre paisagens áridas e rochosas, nada como o que se desenrolava à nossa frente. Lembro-me de comentar isso com o Barradas e de lhe... Continuação


A lenda de Tislit e Islit.

Dia 5, Médio Atlas. Novamente acordei antes da hora e apercebi-me que os franceses estavam de partida. Quando saímos das camas, os tipos estavam a arrancar de moto-quatro. o hardware dos franceses Fomos à vez aos banhos. Apesar de haver dois chuveiros, de Verão só corre um fio estreito de ág... Continuação


Todra abaixo

Dia 5, Todra. Começámos a progredir numa espécie de “canyon” de rocha alaranjada que se ia elevando ao nosso redor. A estrada variava de mais ou menos, a muito má. Ao lado desta passava um Oued por esta altura completamente seco. Deste, só se avistam os milhares de bocados de pedra ... Continuação


Os camelos ou domedários, ou o que é...

Dia 5, Merzouga. Cerca de meia-hora depois estávamos a subir ao dorso dos dromedários, numa caravana de sete ou oito pessoas. tudo bem aí? Os bichos têm um ar castiço, mas são de Luas. Não gostam de estar arreados e alguns protestam quando são incomoda... Continuação