Todos a bordo!


Dia 2, Saragoça.

Com 3 horas de caminho até Barcelona onde nos esperava o barco com saída à hora de almoço, tínhamos de rolar a bom ritmo. Dado que não servem almoço no navio, de véspera (em Saragoça) passámos por um supermercado para comprar alguns víveres para tratar da fome já a bordo. Daí também saiu um pequeno-almoço improvisado, numa área de serviço, naquele troço enorme de auto-estrada que vai de Saragoça a Barcelona.

p171538899-5
estacionamento para pequeno-almoço improvisado - entre Saragoça e Barcelona, Espanha

O tempo estava bem contadinho e por isso fomos a boa velocidade em direcção ao Mediterrâneo, mas sempre nos limites legais permitidos, claro.

Depois de uns valentes Euros pagos à saída da auto-estrada, precisamente pelas 11 horas e picos chegávamos ao porto de Barcelona… O caminho para o embarque não é óbvio, mas à segunda tentativa demos com ele. Depois é estacionar as motas junto às que já lá estão e ir à bilheteira buscar os bilhetes.

p53952525-5
aguardando pelo embarque (Rui e Daniel
- Barcelona, Espanha Estou em querer, que lá para o meio-dia e tal começou o embarque, com as máquinas de duas rodas a embarcar primeiro.
p218377737-5
o navio para a travessia - Barcelona, Espanha
p419254247-5
embarque - Barcelona, Espanha
Lá dentro estavam dois ou três asiáticos (não cheguei a perceber de que parte do globo eram) a tratar de ancorar duas a três dezenas de motas alinhadas lado a lado e umas atrás das outras. O sistema aqui é diferente. No _ferry_ que ruma para **Marrocos**, as motos são calçadas e fixas com uma generosa cinta que passa pelo banco. Aqui são presas umas às outras e fixas ao solo com pontos de ancoragem. ancoragem das motas - Barcelona, Espanha Eu fico sempre ralado com este processo, as máquinas estão perigosamente próximas e as cintas presas sabe-se lá como e de que maneira… Bem, deixemo-las por aqui e vamos conhecer os aposentos… A dada altura ponderámos fazer a viagem numas poltronas, fica mais em conta. Mas dado que a diferença não era muita para o camarote triplo optámos, felizmente, por este acréscimo de conforto! Não é que a coisa não se possa fazer em poltrona, se correr bem a travessia faz-se em meio-dia e uma noite.
p364005676-5
escapes gigantescos - ferry Barcelona/Génova
O real problema é que o barco que sai de **Barcelona** já vem de **Tânger** e mais de metade da lotação é de magrebinos. Deve ser uma opção em conta para os que pretendem regressar a Itália e arredores e, claro está, a maioria vai de poltrona. E obviamente não há sossego nenhum, ao ponto de ser ver nos corredores uns quantos deitados no chão.
p458373320
corredores de acesso aos camarotes - ferry Barcelona/Génova
O barco era italiano, deveria ter uns 20 anos e tinha uma dimensão aceitável. Estava equipado com várias salas, bares, ginásio, sala de jogos, discoteca e até uma piscina pequena desactivada à popa.
p676701861-5
um dos espaços fechados - _ferry_ Barcelona/Génova
O único bar em funcionamento estava junto à piscina, tudo o resto estava fechado. Dava ideia que a barcola teria sido reaproveitada de um antigo circuito de cruzeiro.